A ação faz parte da campanha 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra Mulher, realizada em vários países

 

Foto: Alex Paiva / SupCom ALE-RR

 

Com o tema “Uma Vida Sem Violência é um Direito das Mulheres”, equipes do Núcleo Reflexivo Reconstruir da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), promoveram na manhã desta quinta-feira (6) uma ação de panfletagem no centro de Boa Vista. A ação faz parte da campanha mundial 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra Mulheres, iniciada no dia 25 de novembro e que segue até 10 de dezembro.

O intuito é chamar a atenção da sociedade para os fatores que naturalizaram agressões praticadas contra as mulheres, em especial, por companheiros, pais e parentes próximos. Além disso, mobilizar e conscientizar a população para que denuncie todos os tipos de violência. 

Conforme a coordenadora do Núcleo Reflexivo Reconstruir, Socorro dos Santos, a ação busca sensibilizar a população sobre os tipos de agressões, incluindo o tráfico de mulheres. “Deve haver além das campanhas, uma união integrada com outros órgãos que atuam no combate a violência contra as mulheres e crianças para trabalhar no melhor atendimento às vítimas”.

O técnico judiciário, Moisés Telles, passava pelo local e parabenizou o núcleo pela ação. “É inadmissível que em pleno século 21, ainda exista tráfico de pessoas, como se fossem de animais. Isso tem que ser combatido com penas severas”, opinou. 

A vendedora venezuelana Oryana Martinês, mora em Roraima há 7 anos e conta que violência  física  e o tráfico de mulheres do país dela para Estado é comum. “Tem gente com má intenção que trazem [mulheres] para prostituição e para tráfico de órgãos. Às vezes não [elas] sabem que tipo de trabalho vão fazer, e algumas não têm dinheiro e são abusadas”. 

A Assembleia Legislativa presta atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica por meio do Centro Humanitário de Apoio à Mulher (Chame), localizado na rua Coronel Pinto, número 524, Centro.  No caso de tráfico de pessoas, o atendimento ocorre por meio do Núcleo de Promoção, Prevenção e Atendimento às mulheres vítimas do tráfico de Pessoas, localizado na avenida Capitão  Júlio Bezerra, número193, sala 5, Centro.

 

SUEDA MARINHO

SupCom ALE-RR