Muitos homens ainda têm resistência na hora de procurar atendimento médico

 

Foto: Alex Paiva/SupCom ALE-RR

Segundo o Ministério da Saúde, os homens vivem em média sete anos menos que as mulheres, pois muitos brasileiros não têm o costume de ir no médico regularmente. Para incentivar o público masculino a mudar o estilo de vida, o Núcleo Reflexivo Reconstruir, da Assembleia Legislativa de Roraima, realizou nesta quarta-feira (28) uma programação de encerramento da campanha Novembro Azul.

A ação contou com a participação de 60 pessoas entre homens e mulheres e contou com a palestra Melhorar de Vida e Criar Valores, além da distribuição de preservativos e aferição de pressão arterial.

“A vinda das pessoas nessa programação superou as nossas expectativas, o que mostra o interesse da população quando se fala de saúde”, explicou o coordenador do Núcleo, Rômulo Alves.

O urologista Mário Maciel ministrou a palestra abordando a importância do homem cuidar da saúde e praticar hábitos saudáveis. “Muitos não procuram com muita frequência o atendimento médico, logo não seguem tratamento adequado, além de não terem boa alimentação e serem sedentários. Estes fatores contribuem para sobrevida menor, que está ligada tanto ao câncer de próstata quanto a doenças crônicas”.

O professor explica que ainda existe a resistência do público masculino de ir ao médico, por conta do machismo, o que vem sendo mudado aos poucos, graças à divulgação das campanhas na mídia e a facilidade da população em ter acesso à informação.

O voluntário do Núcleo, Domingos Santos, de 45 anos, disse que a palestra esclareceu muitas dúvidas dele sobre como ter uma melhor qualidade de vida. “Gostei da palestra e aprendi muito. Espero que tenha mais ações como essas para incentivar os homens”.

RECONSTRUIR – O Núcleo Reflexivo Reconstruir é um projeto da Procuradoria Especial da Mulher, que tem como procuradora a deputada Lenir Rodrigues (PPS). O objetivo do Núcleo é ajudar as famílias que estão em situação de conflito familiar, fazendo um tratamento diferenciado com o homem autor da violência doméstica.

Para a parlamentar, o  Novembro Azul é um momento de reflexão, para encorajar os homens a deixarem de lado o receio e fazerem o exame de próstata.  “Esta ação é para motivar o público masculino aos cuidados com a saúde, para que possam ter uma vida mais feliz no ambiente familiar”, disse.

 

VANESSA BRITO

SupCom ALE-RR