Demandas da população vêm sendo atendidas via Indicação Parlamentar, comenta Aurelina

Demandas da população vêm sendo atendidas via Indicação Parlamentar, comenta Aurelina

É comum durante as visitas os deputados receberem demandas da população que, em contrapartida, espera uma solução para esses problemas.
 
A deputada Aurelina Medeiros (PTN) tem feito visitas constantes aos municípios para verificar de perto a necessidade da população e transformar essas demandas em indicações. “Além de Boa Vista, todos os outros municípios são objetos da nossa atuação parlamentar. Nesses 20 anos visito sempre os municípios para fiscalizar, até porque aprovamos um Orçamento e temos obrigação de conhecer o que é possível ser realizado para levar às instituições, através do Governo, as necessidades de cada comunidade”, disse a parlamentar.


É comum durante as visitas os deputados receberem demandas da população que, em contrapartida, espera uma solução para esses problemas. “Quando vamos às localidades somos chamados para discutir os problemas das escolas, da saúde, de falta de pontes, de estradas. Então levamos a indicação ao conhecimento do Governo do Estado. Fazemos isso na área de Educação, Saúde, apesar de boa parte ser municipalizada, mas como é uma saúde fraca muitas vezes são debitadas na conta do Governo as demandas da população”, comentou.


A parlamentar disse que na semana passada esteve no Cantá e se reuniu com os que vivem no campo. “No Cantá, os chacareiros de várias localidades do município estão precisando de energia rural”, ressaltou, lembrando que as pontes de madeira e as estradas que não receberam manutenção ao longo dos anos também são objetos de indicação.


Aurelina destacou que muitas vezes não há recursos para essas indicações previstas no Orçamento, mas que um dos papeis do parlamentar é buscar viabilizar a executar das ações que estão afligindo a vida das pessoas. “O Estado tem uma demanda grande e um orçamento limitado. Nossos recursos para investimentos oriundos do orçamento próprio são pequenos e gira em torno de 3% a 4%. Mas aí é que está o papel do deputado, nossa atuação, porque mesmo não tendo orçamento, tem sempre um superávit, uma suplementação orçamentária, remanejamento de recursos, e a gente, além de indicar aquela necessidade como prioridade para o Governo do Estado, buscamos viabilizar os recursos para atender o que é prioridade”, disse.


As indicações são uma preposição em que o deputado sugere ao Estado ou aos órgãos a ele vinculados, medidas de interesse público que não caibam em projetos de iniciativa da Assembleia.
 
Por Marilena Freitas
SupCom/ALE-RR

Quinta, Março 23, 2017

Comemoração 25 Anos ALE-RR

Denúncia Virtual

PlenárioRR

Ordem do Dia