O Chame (Centro Humanitário de Apoio a Mulher), órgão ligado a Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR), iniciou a semana realizando mais uma etapa de acordos coletivos referentes a ações judiciais intermediadas pelo Centro junto ao TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima).

Mais de dez procedimentos foram homologados nesta segunda-feira, 04, e segundo a procuradora adjunta da Procuradoria Especial, Sara Patrícia Farias, esta é ultima ação do ano e a maioria dos problemas resolvidos durante as audiências coletivas, são referentes a questões de direitos de família, alimentos, guarda dos filhos, divisão de patrimônio e divórcio.

“Estas ações são resultado do trabalho de toda nossa equipe técnica que tem o comprometimento no tocante a garantia dos direitos das mulheres que buscam ajuda no Centro. É importante ressaltarmos a relevância da parceria com o Tribunal de Justiça (TJ) e Defensoria Pública de Roraima (DPE) por meio da Justiça Itinerante. Isso fortalece o trabalho e faz com que o Chame seja a porta de entrada da justiça para essas mulheres vítimas de violência”, disse a procuradora adjunta.

O juiz da Vara Itinerante do TJ, Erick Linhares, responsável pela mediação dos processos de homologações, afirmou que esta parceria é uma demonstração de respeito ao cidadão. “As pessoas que vêm aqui [Chame] em algum momento passaram por situações de problemas familiares, e com isso prestamos um serviço diferenciado para garantir que tudo seja resolvido de forma pacífica e justa para estas famílias”, disse o juiz.

Uma dona de casa que não terá o nome revelado nesta reportagem, afirmou que ficou sabendo do Chame por meio de uma amiga e então resolveu procurar ajuda. “Cheguei aqui com problemas sérios, pois estava sendo agredida pelo meu ex-marido e não tinha a quem recorrer. Hoje consegui ajuda por meio deste Centro e isso tem garantido a minha paz e segurança”, afirmou a mulher.

Para que as mulheres possam ter acesso a todos os serviços oferecidos pelo Centro Humanitário de Apoio à Mulher, é necessário que elas procurem a unidade e expliquem qual o problema está enfrentando. O Chame funciona na rua Coronel Pinto, 524, Centro e contatos podem ser feitos por meio do Zap Chame: 98402-0502.

 

Por Tarsira Rodrigues

SupCom/ALE-RR

Livre de vírus. www.avast.com.