“O objetivo é reconhecer o trabalho prestado por esses homens e mulheres, que estão diuturnamente nas ruas, colocando a própria vida em risco”, ressaltou Jorge Ewerton

Homenagem como forma de reconhecimento pelo serviço diário em defesa da sociedade. Foi com esta ideia que o deputado Jorge Everton (PMDB) propôs a homenagem a 24 integrantes e ex-integrantes da Divisão de Inteligência e Captura de Roraima (Dicap), órgão que integra a Secretaria de Justiça e Cidadania do Sistema de Segurança do Estado. A cerimônia que homenageou esses homens e mulheres com a Comenda Orgulho de Roraima, ocorreu na manhã desta quinta-feira, 20, no plenário Noêmia Bastos Amazonas da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR). O autor da comenda, explica que se trata de um reconhecimento justo e mostra ainda que o Poder Legislativo está do lado de todos os policiais que trabalham na defesa constante de todos os cidadãos.

“Tem como objetivo reconhecer o trabalho prestado por esses homens e mulheres, que estão diuturnamente nas ruas, defendendo nossas famílias, colocando a própria vida em risco. Não podemos nos render a facções criminosas, ao crime organizado, e é esse o recado que damos a todos os policiais que estão nas ruas, pois o trabalho deles está sendo visto”, ressaltou Jorge Everton, comentando que os policiais são como guardiões, guerreiros e guerreiras nas ruas em defesa de todos.

O atual chefe da Divisão, Roney Cruz, considera a homenagem motivo de orgulho e reafirmação do trabalho que vem sendo executado. “É o reconhecimento do trabalho sério que estamos desenvolvendo acerca de dez anos e que tem gerado resultados positivos para população, além de ser um trabalho em conjunto com todos os órgãos ligados ao Sistema de Segurança do Estado, e nossa metodologia de trabalho sempre foi esta: estarmos integrados, para que a população possa sair ganhando”, pontuou.

Ele citou ainda um trabalho que está fazendo a diferença nos últimos anos, que é o serviço de inteligência aplicado ao combate do crime organizado, que segundo ele, consiste em analisar e catalogar aqueles criminosos que fazem parte dessas organizações.

Artur Rosas de Almeida integra a Divisão de Inteligência e Captura há sete anos e, para ele, receber a comenda é uma honra. “Esse trabalho só é possível e vem dando certo porque temos um efetivo de colaboradores bastante dedicados”, frisou.

DICAP – Conforme informações disponíveis no Portal de Informações do Governo, a Divisão de Inteligência e Captura (Dicap), da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), foi criada há 10 anos, prendeu e recapturou mais de cinco mil fugitivos, procurados pela Justiça do Estado e de outros Estados brasileiros.

Mulheres dedicadas à segurança da sociedade

Jovem e franzina. Essas duas características visíveis não servem de parâmetro para medir a competência dessa mulher, que há dois anos integra a equipe da Dicap e é considerada uma das aguerridas na profissão. Adriana de Paula Megias, 27 anos, bacharel em Direito, pertence à categoria dos agentes penitenciários do Estado de Roraima e foi uma das homenageadas com a comenda Orgulho de Roraima. Ela afirma que as mulheres que estão na Dicap são envolvidas e dedicadas ao trabalho e que esse prêmio é o reconhecimento deste trabalho em conjunto.

“É muito gratificante receber essa homenagem porque representa o fruto da nossa dedicação, prova que nosso trabalho valeu e vale a pena. Que não foi e nem será em vão as horas dedicadas, muitas vezes perdendo sono. Fazemos nosso trabalho por amor e com amor porque queremos dá o nosso melhor”, disse.

Indagada sobre a rotina e se sentia medo diante da profissão que escolheu, ela respondeu que o medo faz parte da vida de qualquer pessoa. “Gosto muito do que faço na Dicap e me identifico com a profissão. O medo existe, mas ele é inerente em qualquer área da vida. Hoje, o cidadão de bem está mais preso, por medo, que os reeducandos”, afirmou.

Atuando na equipe de apoio operacional de inteligência, com a missão de receber, levantar e repassar informações para os agentes de campo, Evanelde Souza Fonseca diz que esta homenagem veio para fazer justiça a todos, “é gratificante receber a honraria, porque trabalhamos para atender os anseios da sociedade, na questão de segurança do nosso Estado”, destacou.

Por Tarsira Rodrigues

SupCom/ALE-RR