Na manhã desta segunda-feira, 20/03 o deputado Jalser Renier, e o reitor da Universidade Estadual de Roraima, Régis Freitas anunciaram o início das inscrições do programa Idade Ativa – Universidade Aberta à Terceira Idade.

Até o dia 28 deste mês, pessoas com idade acima de 50 anos podem se inscrever para cursos de extensão ofertados por meio do programa Idade Ativa – Universidade Aberta à Terceira Idade. O anuncio foi feito na manhã desta segunda-feira, 20, pelo deputado Jalser Renier (SD), presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, e o reitor da Universidade Estadual de Roraima (UERR), Régis Freitas.

A iniciativa regulamenta a Lei 705/2009, de autoria do deputado Jalser, que explicou que, desde que foi sancionada, a lei não havia sido colocada em prática. As aulas acontecerão aos sábados e iniciarão no dia 1º de abril, na UERR. As inscrições podem ser feitas por meio do site www.uerr.edu.br ou no NAI (Núcleo de Acessibilidade e Inclusão), na sede da instituição. “Colocar esse programa em prática é de uma importância ímpar para esse público e para o Estado”, comentou Jalser Renier.

O parlamentar disse que o Idade Ativa – Universidade Aberta à Terceira Idade é um estímulo para essas pessoas. “Na verdade, as pessoas confundem muito isso e essas pessoas estão mais preparadas do que, às vezes, um jovem. Então, o que queremos com essa lei é fazer com que a distribuição de valores seja garantida pela Constituição Federal”, comentou o deputado.

O reitor da UERR, Regis Odlare de Lima Freitas, destacou que a lei que cria o programa o Idade Ativa – Universidade Aberta à Terceira Idade é até mais benéfica do que o Estatuto do Idoso, porque reduz a idade de 60 para 50 anos, permitindo assim o acesso dessa clientela interessada em estudar e possibilitando ainda uma maior amplitude para que seja beneficiária desse programa. “É uma lei de relevância para o Estado, e a UERR está abraçando essa causa”, comentou.

Cursos – Estão sendo ofertadas 50 vagas para cursos de extensão, com módulos nas áreas de saúde; artes e cultura, conhecimentos gerais, entre outros, e duração de até dois anos. Entre os inscritos será feita a seleção, por meio de análise curricular. Por enquanto, esses cursos irão contemplar pessoas de Boa Vista, mas serão ampliados para outras unidades da UERR no interior do Estado. “São cursos destinados a manutenção e prevenção de acidentes domésticos, manutenção de natureza alimentar, informática que é uma política inclusiva, e outros que visam ainda a interação dessa faixa etária com a comunidade em geral”, afirmou o reitor, reforçando que as aulas serão ministradas por professores da UERR ou outros que venham preencher o quadro e se identifiquem no trabalho com essa clientela da terceira idade.

Por Edilson Rodrigues
SupCom/ALE-RR